CLÉA MARTINS CAMPELO VIEIRA

CLÉA MARTINS CAMPELO VIEIRA

Nasceu em Pentecoste-CE., em 9 de junho de 1936, filha de Manoel Mâncio Campelo e Maria Antonieta Martins Campelo, tendo como avós materno o Poeta Álvaro Dias Martins – Patrono da Cadeira nº 2 da Academia Cearense de Letras e Joana Ribeiro Guimarães Martins, e avós paternos Cel. Clementino Rodrigues Campelo e Felismina Bonifácio Campelo. É autora de três livros: “Amor Em Tom Maior” – Poesias (1997), “Espelho de Minha Alma” – Poemas e Trovas (2001) e “Quase Tudo é Saudade” (Analecto). É membro das seguintes entidades culturais:  - Ala feminina da Casa de Juvenal Galeno – ocupante da Cadeira de n° 36. É participante da revista "JANGADA" da referida entidade; - Academia de letras Municipais do Estado do Ceará - ALMECE - ocupante da Cadeira de nº 28, representando o município de Pentecoste. - União Brasileira de Trovadores – UBT – seção fortaleza. É participante em diversas "Coletâneas de trovas", onde sempre é premiada em concursos internos. É fundadora e Presidente da União Brasileira de Trovadores – Seção Pentecoste. É participante do quinto volume de Mulheres do Brasil - Fortaleza - Ceará - 2000. Um livro da Ala – volume 2 – Fortaleza – Ceará 2001, e de várias Coletâneas da ALMECE. Seu nome consta no Endereço Cultural / Abel Beatriz Pereira - Florianópolis – SC. Colaboradora mensal do jornal "Mensageiro da Poesia" - Editado por Dr. Sinezio Cabral e do jornal Academos - Editado pela ALMECE. Fundadora e Presidente do Grêmio Recreativo Cultural das Pentecostenses - (1989). Deste Grêmio participam as senhoras Pentecostenses, onde realizam vários eventos culturais.

Pesquisar no site

© 2010 ALMECE - Todos os direitos reservados.